O Impacto de uma infestação de Roedores na sua Empresa

Avatar

FAO estima que pelo menos 10% das plantações são destruídas por Roedores. À escala global, alerta para a destruição anual de mais de 33 milhões de toneladas de alimentos, que acontece em qualquer das fases da cadeia de abastecimento em que se encontram, desde a própria colheita até a chegada às prateleiras dos supermercados, terminando nas despensas das nossas Casas.

Perdem-se milhares de milhões de euros e, o que é muito pior, a destruição de colheitas e alimentos que, em países mais fragilizados, pode provocar graves crises alimentares.

A presença de Roedores tem também um enorme impacto económico devido aos danos estruturais que causam. Nos EUA, estimam-se custos anuais da ordem de 19 biliões de dólares, enquanto no Reino Unido se indicam perdas de mais de 200 milhões de libras.

Por outro lado, os Roedores são portadores de múltiplos agentes patogénicos, causadores de uma ampla gama de doenças que, de uma forma ou de outra, afectam toda a população Mundial.

Alguns factos elucidativos:

  • A esquistossomose, uma das 40 doenças transmitidas pelos Roedores, infectou mais de 200 milhões de pessoas em 2015.
  • Os Ratos de esgoto, segundo um estudo realizado no Reino Unido, estão contaminados com 13 tipos de diferentes parasitas; das 510 Ratazanas da amostra, por exemplo, todas tinham Pulgas.

Vamos agora ver quais os prejuízos económicos e as ameaças à Saúde que a presença de Roedores pode causar nas suas instalações:

Impacto económico de uma infestação de Roedores

Prejuízos de várias ordens advêm de uma Infestação de Roedores.

1. Danos nos cabos eléctricos e de telecomunicações

rato roendo o cabo.  Rentokil

Ratos e Ratazanas são especialmente atraídos por cabos, pois a cobertura é apetecível e muito fácil de roer. Isto pode gerar curtos-circuitos e incêndios e, como consequência, paralisações nas linhas de produção, queda de comunicações e servidores, quebra da rede de refrigeração, danos nos sistemas de ar condicionado, de segurança, etc.

2. Danos estruturais e materiais

Os incisivos dos Roedores estão em crescimento contínuo, por isso precisam de os desgastar constantemente. Canos, cabos, algerozes, calhas técnicas, pisos técnicos, tectos falsos, divisórias, documentos de arquivo ou móveis podem ser as suas vítimas.

3. Perda de matéria-prima e do produto acabado

Os hábitos alimentares das Ratazanas (Rattus norvegicus) e dos Ratos Domésticos (Mus musculus) são diferentes. As Ratazanas tendem a comer muito de cada vez, enquanto os Ratos Domésticos comem muito pouco em muitos pontos diferentes. A isto deve ser adicionada a necessidade contínua de roer, como mencionamos no ponto anterior.

4. Contaminação alimentar

Já vimos que os Roedores são potenciais transmissores de mais de 40 doenças. O riscos para a Saúde são elevados e vêm não só dos Alimentos em si, mas também das mesas de preparação, embalagens, armazenamento, e até durante o transporte e em nossa própria casa! Os bens alimentares podem ser contaminados desde a sua produção até à distribuição e consumo.

5. Danos na imagem e reputação (muito difíceis de reverter!)

Todos nós sabemos como reagiríamos se víssemos um Rato numa padaria ou num restaurante ou até numa loja de roupa! A presença de um Roedor perto de qualquer tipo de produto, principalmente se for um produto alimentar, produz um sentimento geral de rejeição à marca que se pode tornar viral, graças às redes sociais. E ainda chegar a perdas de licenças, de certificações de qualidade e pesadas coimas por parte da ASAE.

5. Absentismo no trabalho

A presença de Roedores nas empresas causa stress nos trabalhadores, cria um ambiente de desconforto e desconfiança, diminui a produtividade e aumenta o absentismo por vários motivos, principalmente ligados à Saúde.

6. Sanções administrativas

Como referimos, a presença de Roedores não só causa danos na sua reputação como pode significar pesadas coimas, sanções que podem chegar ao encerramento das instalações e até ser classificada como crime contra a Saúde Pública.

O Impacto dos Roedores na Saúde

A OMS criou um Manual em Português com as «Cinco Chaves para uma Alimentação mais Segura». Leia na Página 8 a referência aos Roedores.

Deixamos aqui uma lista de algumas das doenças a que os seus Colegas e Clientes podem estar sujeitos se tiver uma infestação de roedores:

Asma

Embora mais associada à presença de Baratas, estudos recentes afirmam que a presença de Roedores em ambientes domésticos favorece o aparecimento de condições alérgicas que podem degenerar em asma nos adultos e, mais intensamente, em crianças.

Esquistossomose

Esta doença parasitária de origem aquática é geralmente transmitida por caracóis de água doce, embora as Ratazanas também funcionem como reservatórios e contaminem os humanos através das fezes. Segundo a OMS, é a segunda doença parasitária depois da malária.

Leptospirose / doença de Weil

É uma doença de origem bacteriana transmitida pela urina de animais infectados, entre os quais roedores. Aproximadamente 10% degeneram em doença de Weil, o que pode causar falência de múltiplos órgãos, hemorragia interna ou até morte.

Salmonelose

Outra doença causada por bactérias, neste caso Salmonella entérica e as suas mais de 2.500 variantes sorológicas. A infecção em Humanos geralmente ocorre pela ingestão de alimentos ou bebidas contaminados com fezes de Roedores. Outra variante do sorotipo Typhi causa febres tifóides. Estima-se que afecte cerca de 27 milhões de pessoas por ano.

Febre de mordedura

Também é causada por bactérias do gênero Streptobacillus e Spirilum. Geralmente é transmitido por mordidas ou arranhões de Ratos, Ratazanas ou Esquilos, entre outros Roedores. Dependendo da bactéria, pode produzir sintomas diferentes.

Peste

Sem dúvida, o que mais tem gerado notícias e alarme, devido às grandes epidemias que tem produzido ao longo da história. É causada pela bactéria Yersinia pestis encontrada em pulgas que parasitam Ratos, enquanto os próprios Ratos demonstraram funcionar como reservatórios de longo prazo.

Hantavírus

Nesse caso, o agente transmissor é um vírus da família Hantiviridae que engloba vários vírus de RNA. Geralmente, é transmitido pela inalação de poeira em locais com alta concentração de fezes de Roedores e urina. Também pode ser transmitido pela picada.

Febre de Lassa

Originado por um grupo de vírus primitivos conhecidos como Arenavírus. Alguns deles causam doenças com alta mortalidade, como a febre de Lassa. São conhecidos pelo menos 8 e cada um está associado a uma área geográfica e a uma espécie diferente de roedor. É transmitida pelo contacto com alimentos ou artigos contaminados por fezes de roedores e também por inalação.

Se quiser mais informações pode encontrar no nosso site, clicando aqui.

A Rentokil Initial Portugal está disponível para o ajudar a proteger a sua Empresa. Conte Connosco!

Avatar
Departamento de Marketing

Adicionar um comentário

Equipa local


Pesquisa


Preciso de ajuda com...

Contacte-nos


Contacte-nos

Residencial: 808 21 08 08 
Comercial:   808 20 20 18

Preencha o formulário abaixo e um dos nossos Especialistas entrará em contacto o mais rapidamente possível.

myRentokil